POLÍTICA

Prefeito de soledade diz que está sendo perseguido pela oposição

"Não vou me curvar diante dessa ação orquestrada", disse

14/10/2021 11h08
Por: Paraíba Todo Dia

O prefeito de Soledade, Geraldo Moura, recebeu com tranquilidade a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que acatou a denúncia do Ministério Público sobre suposto recebimento de vantagens. O gestor ressalta que possui postura íntegra e afirma que vem sendo alvo de perseguição política, por parte do grupo que há anos comandava o município. Os opositores já ingressaram com mais de 20 ações contra ele. Todas foram rejeitadas por improcedência.

“São denúncias e mais denúncias contra mim, mas a justiça vem rejeitando e arquivando todas. Não vou me curvar diante dessa ação orquestrada de quem sempre comandou o destino do município e atuou contra o povo. Soledade não voltará ao que era antes. Em cada ação, provo que sou inocente”, disse o prefeito.

Geraldo afirma que Soledade tem vivido um novo momento, com foco no desenvolvimento e na geração de emprego. Ele aponta que desde que passou a governar o município, precisou tomar medidas amargas para acabar com vícios antigos na administração pública. Ainda conforme o gestor, todas as suas contas têm sido aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que aponta zelo com o recurso público e prova sua responsabilidade com o cargo.

“Entendo que o Ministério Público e o Tribunal de Justiça estão cumprindo seus papéis, e respeito os poderes. Mas isso se trata de um projeto arquitetado pela oposição, que vem tentando criar narrativas e factóides com a intenção de me prejudicar, mas a investigação irá mostrar a verdade. Soledade vive um tempo novo, o que incomoda a política pequena”, avaliou.

Advogado de defesa do prefeito, Newton Vita ressalta que o procedimento de investigação mostra em vários momentos a inocência de Geraldo: um relatório produzido aponta que não foi possível coptar recolhimento de dinheiro. O especialista argumenta que não há provas que apontem a exigência de recursos, como sugerido pela denúncia.

O Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu a denúncia, sem afastamento ou prisão preventiva. Segundo Vita, agora a defesa terá a oportunidade de esclarecer todos os fatos da investigação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.