CONTRADIÇÃO

Babá de Henry Borel muda depoimento, diz que nunca viu o menino ser agredido e que foi usada por Monique

Antes de começar a falar na audiência presidida pela juíza Elizabeth Machado Louro, Thayná pediu para Monique sair da sala

07/10/2021 15h45Atualizado há 1 semana
Por: Paraíba Todo Dia
Fonte: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A primeira audiência sobre o assassinato do menino Henry Borel terminou na madrugada desta quinta-feira. Durante a audiência, a babá do menino, Thayná Oliveira, mudou novamente seu depoimento, e desta vez disse que nunca viu Henry ser agredido por Jairinho, apresentando versão diferente dos dois depoimentos anteriores na delegacia.

A babá disse que se sentiu manipulada por Monique. Antes de começar a falar na audiência presidida pela juíza Elizabeth Machado Louro, Thayná pediu para Monique sair da sala.

"No meu entendimento era a Monique que me fazia acreditar em muita coisa e por isso a minha cabeça estava transtornada e eu começava a imaginar um monstro, mas ali no quarto poderia não estar acontecendo nada e eu estava imaginando um monte de coisa”, relatou a babá.

Ao todo, 10 pessoas foram ouvidas na audiência, inclusive o pai do Henry, Leniel Borel. O ex-vereador Jairinho e a mãe de Henry, Monique Medeiros, são acusados da morte do menino. As próximas audiências estão marcadas para os dias 14 e 15 de dezembro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.