DURANTE FISCALIZAÇÃO

PRF prende em flagrante homem suspeito de estuprar a filha, em Patos/PB

Policiais realizavam ronda quando visualizaram pai e filha discutindo próximo à rodovia. No decorrer da abordagem a filha pediu ajuda aos policiais pois teria sido violentada sexualmente minutos antes da equipe chegar ao local

06/10/2021 12h21Atualizado há 2 semanas
Por: Paraíba Todo Dia
Fonte: Redação + Ascom
Foto: Ascom
Foto: Ascom

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no final da noite desta terça-feira, 05, um homem de 46 anos, suspeito de estuprar a própria filha de 22 anos. O crime teria ocorrido minutos antes da equipe policial abordar pai e filha que estavam discutindo às margens da rodovia federal. 

A equipe da PRF realizava fiscalização na BR 361, altura do Km 04, no município de Patos, sertão paraibano, quando visualizaram um homem e uma mulher discutindo próximo ao Mercado Público. Momento em que os policias realizaram uma abordagem para averiguar o que estava acontecendo.

Durante a fiscalização, o suspeito, um homem de 46 anos, informou que seria o pai da pessoa com quem discutia, uma mulher de 22 anos. Ele relatou para a equipe que teria ido buscar sua filha no bairro de São Sebastião. No decorrer da abordagem, a mulher, que estava muito nervosa e chorava, fez sinais e pediu ajuda aos policiais sem que o pai percebesse. Rapidamente a equipe policial afastou os dois para que a vítima pudesse ser ouvida em segurança. A mulher relatou que o pai teria praticado relações sexuais com ela, sem o seu consentimento, minutos antes da equipe chegar no local. 

Em pronta resposta, o indivíduo foi detido, conduzido para a Delegacia de Polícia Judiciária de Patos para serem realizados os procedimentos cabíveis. A vítima foi amparada pela equipe de policiais da PRF e conduzida para a Delegacia de Polícia Civil para serem feitos os trâmites necessários para a formalização da denúncia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.