Mucormicose

Paraíba investiga morte por fungo negro

Mucormicose pode ser agravada após infecção pelo novo coronavírus

07/06/2021 09h22Atualizado há 2 semanas
Por: Paraíba Todo Dia
Paciente foi transferida para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, mas não resistiu (Foto: divulgação)
Paciente foi transferida para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, mas não resistiu (Foto: divulgação)

Uma mulher morreu vítima de fungo negro, na Paraíba. A paciente do município de Areia de Baraúnas teve Covid-19 e depois foi diagnosticada com a mucormicose, que pode ser agravada após infecção pelo novo coronavírus e baixa imunidade. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde.

A paciente foi transferida para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, mas morreu no dia 13 de maio.

Segundo especialistas, a mucormicose possui letalidade de aproximadamente 50%. Na Índia, a enfermidade já foi detectada em 9 mil pacientes que se curaram do novo coronavírus.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Campina Grande - PB
Atualizado às 20h57
23°
Nuvens esparsas Máxima: 26° - Mínima: 19°
23°

Sensação

13 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
CM2 300
boa vista 300x250 top
ALERTA
SINTAB
Municípios
Boa Vista 300x250
Últimas notícias
casa bela
Mais lidas
AUTOCAR
CM1 300
atacadao farias