Segunda, 17 de Junho de 2024
24°

Tempo limpo

João Pessoa, PB

Notícias Paraibano

Após pancadaria na Câmara, Gervásio Maia pede ações contra “baderna”, diz que policial teve roupas rasgadas e aponta: “ou vai terminar em tiroteio”

Gervásio Maia defendeu a realização de uma reunião de emergência para conter o que ele classificou como "baderna" na Câmara dos Deputados, em Brasília. Ontem (5), parlamentares trocaram agressões no plenário.

06/06/2024 às 15h47
Por: ParaíbaTodoDia
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O deputado paraibano Gervásio Maia defendeu a realização de uma reunião de emergência para conter o que ele classificou como “baderna” na Câmara dos Deputados, em Brasília. Ontem (5), parlamentares trocaram agressões no plenário e a deputada paraibana, eleita por São Paulo, Luiz Erundina passou mal e foi internada na UTI do Hospital Sírio Libanês.

Continua após a publicidade

“Tem tanta coisa que o Congresso precisa trabalhar entregar ao povo brasileiro e a gente recebe a notícia de que a nossa querida deputada paraibana, do nosso estado, lá do município de Uiraúna, deu entrada na UTI porque teve, no momento de sua fala, a presença de parlamentares que não estão respeitando o juramento feito no primeiro dia de nossos mandatos”, declarou Gervásio no discurso no plenário.

Tiroteio

O deputado paraibano manifestou preocupação de que o acirramento de ânimos termine em tiroteio.

“A Casa, hoje, serviu de palco para envergonhar os nossos eleitores. E nós temos, senhor presidente, que colocar um ponto final nisso. Fazemos aqui um apelo não só ao nosso presidente Arthur Lira, mas a toda Mesa Diretora, aos líderes, que nós possamos sentar e estabelecer um respeito ao regramento existente. Aquele que descumprir terá que ser cassado. Ou nós vamos, senhor presidente, terminar aqui, como em décadas passadas, no meio de um tiroteio porque é só isso que está faltando”, desabafou Gervásio.

O deputado relatou que “o policial legislativo saiu, hoje, com suas roupas rasgadas. A deputada Sâmia sofreu uma agressão que é muito pior do que qualquer agressão física. Eu não vou nem falar sobre o assunto porque dói demais. E aí, senhor presidente, fazemos um apelo. Não há clima no plenário para seguir adiante.”

Para Gervásio, era necessária uma reunião de emergência após conturbada sessão de ontem.

“Precisamos sair daqui e celebrar com o presidente Arthur Lira uma reunião de emergência para restabelecer a ordem e o respeito na Casa que representa o povo brasileiro e que não merece esse tipo de bagunça, de baderna e de balbúrdia. Isso é um desrespeito, uma afronta à Casa que tem o papel de cuidar dos brasileiros, mas que está, lamentavelmente, por conta de meia dúzia de parlamentares, envergonhando. Que a sessão seja encerrada em um gesto de solidariedade e respeito à história de Luiza Erundina, orgulho para o povo brasileiro e para a nossa Paraíba”, finalizou Gervásio Maia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
João Pessoa, PB Atualizado às 20h03 - Fonte: ClimaTempo
24°
Tempo limpo

Mín. 23° Máx. 27°

Ter 27°C 23°C
Qua 27°C 23°C
Qui 27°C 24°C
Sex 27°C 23°C
Sáb 26°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes