Quarta, 24 de Julho de 2024
22°

Parcialmente nublado

João Pessoa, PB

Política Mal-entendido

Presidente da Amde nega retaliação à CMCG em caso de interdição do estacionamento da Câmara Municipal

Em resposta, Emerson Cabral explicou que tudo não passou de um mal-entendido.

01/06/2024 às 14h50
Por: ParaíbaTodoDia Fonte: Ascom
Compartilhe:
Presidente da Amde nega retaliação à CMCG em caso de interdição do estacionamento da Câmara Municipal

 

Continua após a publicidade

O presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), Emerson Cabral, esclareceu uma polêmica nesta sexta-feira, 31, em entrevista à rádio POP Cariri, sobre a interdição do estacionamento da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) e negou que seja uma retaliação aos vereadores.

Tudo começou quando o vereador Márcio Melo, do Podemos, usou a tribuna da Câmara na última quarta-feira, 29 de maio. Durante seu discurso, Melo afirmou: “Me disseram que, há pouco, que o secretário da Amde, Emerson Cabral, estava aqui dizendo que iria tomar o estacionamento da Câmara Municipal. A que ponto chegamos, a Câmara Municipal agora ser retaliada por não estar aprovando a abertura de créditos”.

Em resposta, Emerson Cabral explicou que tudo não passou de um mal-entendido. O empresário disse que foi até a CMCG para conversar com o presidente da Casa, vereador Marinaldo Cardoso, sobre a interdição do estacionamento devido a uma reforma no Shopping Lindaci, que fica ao lado do local.

“Nós temos um projeto de revitalização do Shopping Lindaci, no qual aquela área lateral precisará interditar o estacionamento da Câmara por uns 10 a 15 dias, no máximo. Ao chegar lá, eu perguntei se Marinaldo estava, pois não consegui falar com ele de manhã. Aí, alguém perguntou o motivo da visita, e eu expliquei que precisaríamos interditar o estacionamento. Eu acho que a informação chegou distorcida e cabe a gente explicar”, relatou Emerson Cabral.

O presidente da Amde também explicou que os veículos dos parlamentares seriam remanejados para outro local.

“Os carros serão deslocados para a parte de cima, que é vizinha à Câmara, com segurança. O shopping vai passar por pintura e existem alguns ferros expostos, pois o reboco já caiu. Isso precisa ser corrigido o mais rápido possível. Quando o pintor começar a trabalhar, sabemos que respingos de tinta podem danificar alguns veículos. Então, o interesse maior é resguardar o bem dos proprietários dos automóveis estacionados ali.”

Em relação à suplementação, Emerson Cabral mostrou um extrato bancário com saldo de mais de R$ 500 mil. "Nós temos um saldo em conta de 543 mil reais que vem sendo acumulado há anos, com recursos dos próprios comerciantes que estão ali, que pagam uma tarifa. Então, uma das suplementações que peço, o dinheiro está em conta, não foi gasto", explicou.

Ele também enfatizou que está à disposição da Câmara e que respeita todos os vereadores. Afirmou ainda que está aberto para conversar e explicar o projeto a qualquer vereador, mencionando que seu telefone está sempre disponível e que pode ir à Câmara se solicitado.

O presidente da Amde também mencionou que, após a reforma, a Amde e a Casa do Empreendedor serão deslocadas para o Shopping Lindaci. Segundo ele, essa mudança resultará em uma economia de mais de R$ 70 mil anualmente com despesas de aluguel de imóveis.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.