POLÊMICA

MPT investiga se restaurante obrigou funcionário a provar pizza durante visita de Bolsonaro a João Pessoa

Conforme a denúncia, o chef de cozinha do local teria sido obrigado a experimentar a pizza antes de servir ao presidente e à comitiva

12/05/2022 14h13
Por: Paraíba Todo Dia
Fonte: G1/PB
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou um inquérito para investigar uma denúncia de assédio moral contra um restaurante que recebeu o presidente Jair Bolsonaro (PL) na última quinta-feira (5), em João Pessoa. Conforme a denúncia, o chef de cozinha do local teria sido obrigado a experimentar a pizza antes de servir ao presidente e à comitiva.

Uma atendente da pizzaria informou que o presidente Jair Bolsonaro foi tratado como qualquer outro cliente. Conforme as informações do MPT, na denúncia, que ocorreu de forma sigilosa, é dito que a atitude do restaurante é "de praxe" no estabelecimento, tendo ocorrido outras situações vexatórias e humilhantes com funcionários. O objetivo seria evitar qualquer suspeita de envenenamento do presidente.

Além disso, o MPT informou que será apurado na ação se o pedido para que a comida fosse provada antes do consumo partiu ou não da comitiva do presidente Jair Bolsonaro. O próximo passo após a instauração do inquérito, que ocorreu na noite desta quarta-feira (11), deve ser a oitiva dos envolvidos: empregado, titular das empresas e todos os que podem ser identificados nas imagens, como o comunicador e pré-candidato ao Governo da Paraíba, Nilvan Ferreira (PL).