EM CAMPINA GRANDE

PM evita tragédia interrompendo briga de casal no bairro das Malvinas

O caso aconteceu na última sexta-feira (06)

07/05/2022 10h26Atualizado há 2 semanas
Por: Paraíba Todo Dia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um policial militar evitou um assassinato após discussão de casal no bairro das Malvinas, em Campina Grande, na última sexta-feira (06). Uma mulher trans e o namorado se desentenderam e ela aplicou um golpe de faca no braço do companheiro.

O sargento Wênio Cobra deixou um amigo em casa e ouviu gritos de socorro vindos de uma residência nas Malvinas. Ao se aproximar do local, ele visualizou que o casal se agredia. Segundo o sargento, o homem estava com um pedaço de pau e a mulher com uma faca bastante ensanguentada. O policial resolveu pular o muro e conseguiu desarmar a agressora. Além disso, ele solicitou o apoio do SAMU e de guarnição da PM.

Controlada a situação, o casal foi conduzido ao Hospital de Trauma e depois Central de Flagrantes. Ela, que também apresentava hematomas, tem 24 anos de idade e reside no bairro de Bodocongó. O rapaz tem 35 anos e mora nas Malvinas, onde aconteceu todo o episódio.

 

De acordo com informações, o casal tem cerca de quatro meses de relacionamento, mas as desconfianças, a falta de diálogo, a falta de paciência e carinho foram estragando o amor e abrindo espaço para o ciúme, o desrespeito e a violência. Na noite desta sexta, o estopim para a tentativa de homicídio foi motivada por ela tentar “falar com ele por telefone e não conseguir”. Decidida, ela foi até a casa do namorado, entrou pulando o muro, começaram a discutir e entraram em luta corporal. A mulher armou-se com uma faca e ele com o pedaço de pau. Provavelmente, caso o sargento não interferisse, o desfecho seria trágico.