NOVO RECORD

Mundo registra mais de 3 milhões de casos de Covid em 1 dia

Apesar da explosão no número de infectados no mundo, a quantidade de mortes não avança na mesma proporção.

11/01/2022 16h25Atualizado há 1 semana
Por: Paraíba Todo Dia
Fonte: G1
Foto: Reprodução/G1
Foto: Reprodução/G1

Em meio à proliferação da variante ômicron do novo coronavírus, o mundo registrou pela 1ª vez mais de 3 milhões de casos de Covid-19 em apenas 24 horas. É o 4º recorde diário de novos infectados nos últimos 8 dias. Foram 3,28 milhões de novos casos na segunda-feira (10), segundo dados compilados e divulgados nesta terça-feira (11) pelo "Our World in Data", projeto ligado à Universidade de Oxford.

Antes da atual onda, ligada à ômicron, o maior número de infectados em 24 horas era de 905 mil, registrados em 25 de abril de 2021, em meio ao colapso sanitário na Índia causado pela variante delta. O novo recorde foi novamente impulsionado pelos Estados Unidos, que registrou 1,48 milhão de casos — novo recorde mundial e mais do que a Europa e a Ásia inteiras juntas.

A Europa registrou 991 mil novos infectados e a Ásia, 400 mil (1,39 milhão somados). Os continentes têm 748 milhões e 4,6 bilhões de habitantes, respectivamente, contra 332 milhões dos EUA. No Brasil, mesmo com o apagão de dados e a instabilidade nos sistemas do Ministério da Saúde, foram registrados 34,2 mil novos casos nas últimas 24 horas. A média móvel registra uma alta de 617% em 2 semanas e voltou ao mesmo patamar de julho.

Apesar da explosão no número de infectados no mundo, a quantidade de mortes não avança na mesma proporção. Foram registrados oficialmente 6,4 mil óbitos em todo o planeta nas últimas 24 horas, e a média móvel de mortes nos últimos 7 dias está em 6,3 mil (mesmo patamar de outubro de 2020).

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 pelo mundo, a média de novos óbitos está abaixo, inclusive, da primeira onda da pandemia, em abril de 2020 (quando chegou a um pico de 7,1 mil). O recorde de mortes em 1 dia no mundo segue sendo de 20 de janeiro de 2021 (18 mil), dia que marca também o recorde nos EUA (4,4 mil).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.